img imprensa1

Inteligência Artificial: tema de palestra dos 25 anos do InRad

ia

Com palestra sobre “Inteligência Artificial e Radiologia”, proferida pela Profª. Drª. Claudia da Costa Leite, o InRad - Instituto de Radiologia do HCFMUSP deu início, na terça-feira (25 de junho) à programação das festividades dos seus 25 anos de sua criação.

O auditório estava lotado e contou com presença do Presidente do Conselho Diretor, Prof. Dr. Giovanni Guido Cerri e o Diretor Executivo do InRad, Engº. Marco Bego.

O Instituto foi criado em 4 de novembro de 1994, com a missão de promover o conhecimento científico, por meio do ensino, pesquisa, formação e capacitação de recursos humanos, prestando serviços na área de diagnóstico por imagem e oncologia terapêutica.

Gastrão 2019 destaca interatividade e atualização médica avançada

gastrao

Em sua 46ª. edição, o Gastrão – tradicional evento de atualização médico-científica promovido pelo HCFMUSP – reuniu, no Centro de Convenções Rebouças, entre terça-feira (25 de junho) e sábado (29 de junho) – 20 convidados internacionais e 32 nacionais reconhecidos pelo saber e conhecimento na especialidade de Gastroenterologia.

O diretor do Gastrão, Prof. Dr. Ivan Cecconello destacou a maior presença de interatividade entre os participantes, que trataram de três temas fundamentais: cirurgia, endoscopia e transplantes. Gastrão é nome afetuoso do encontro em razão de suas dimensões, número de atividades e participantes de todo o país.

“Três simpósios internacionais avaliaram a cirurgia aberta, cirurgia laparoscópica e cirurgia robótica, nas quais estão presentes todos os avanços e tecnologia” – observou o Prof. Dr. Ivan Cecconello, que é Titular das Disciplinas de Cirurgia do Aparelho Digestivo e Coloproctologia da FMUSP - Faculdade de Medicina da Universidade de São Paulo e Diretor da Cirurgia do Aparelho Digestivo e Coloproctologia do HCFMUSP.

O evento foi promovido pela Disciplinas de Cirurgia do Aparelho Digestivo e Coloproctologia; de Transplantes de Fígado e Órgãos do Aparelho Digestivo e de Oncologia do Departamento de Radiologia, todas da Faculdade de Medicina da USP, e pelo Serviço de Endoscopia Gastrointestinal e Broncoesofagoscopia do ICHC - Instituto Central.

Reumatologia oferece bolsa para farmacêutico ou biomédico para pesquisa de pós-doutorado

O Serviço de Reumatologia do HCFMUSP oferece uma bolsa para pesquisa de Pós-Doutorado (farmacêutico ou biomédico), preferencialmente que tenha experiência em técnicas que serão utilizadas no projeto. A bolsa terá dedicação exclusiva (40 horas/semana) e duração de 24 meses e será custeada pela Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo.

O Projeto tem o título de: “Avaliação da relevância do monitoramento dos níveis sanguíneos comparados aos níveis salivares de drogas utilizadas em doenças autoimunes reumatológicas: aderência e compreensão de possíveis mecanismos envolvidos na eficácia e nos efeitos adversos”.

Os requisitos do candidato e benefícios da bolsa podem ser verificados no link: fapesp.br/bolsas/pd. Os candidatos deverão enviar e-mail aos Profs. Drs. Eloisa Silva Dutra de Oliveira Bonfá́ e Clovis Artur Almeida da Silva para eloisa.bonfa@hc.fm.usp.br.

HCFMUSP e Tribunal de Justiça celebram convênio para fundamentação especializada em decisões judiciais

HCFMUSP e Tribunal de justica

O Tribunal de Justiça de São Paulo – por intermédio do Núcleo de Avaliação de Tecnologia da Saúde (NATS), com apoio do Núcleo de Apoio Técnico do Judiciário (NAT-Jus) – celebrou, na segunda-feira (3 de junho), no Palácio da Justiça, convênio com o HCFMUSP. O objetivo é conjugar esforços para elaborar respostas técnicas, por profissionais de saúde, em demandas judiciais.

Nos últimos anos, ocorreu aumento significativo do acionamento da Justiça em demandas da área de saúde que conduzem à necessidade de fundamentação técnica para decisões judiciais suficientemente embasadas. O convênio busca o fortalecimento dessas decisões. Dessa forma, elas são proferidas de maneira integrada ao estado atual das ciências médicas e jurídicas.

O convênio abrange o fornecimento de medicamentos e insumos em geral; realização de exames; procedimentos eletivos ou de urgência/emergência, além de leitos em unidades de terapia intensiva (UTI). O apoio técnico vai auxiliar ações distribuídas perante a Corte paulista ou o Tribunal Regional Federal da 3ª Região (TRF 3).

O acordo foi assinado pelo presidente do Tribunal de Justiça, Desembargador Manoel de Queiroz Pereira Calças; pelo Superintendente do HCFMUSP, Engº. Antônio José Rodrigues Pereira; pela Diretora Clínica do HCFMUSP, Profª. Drª. Eloísa Silva Dutra de Oliveira Bonfá; e Coordenador do projeto, Dr. José Antônio Atta.

O presidente do Tribunal de Justiça destacou: “Essa situação impacta na questão das verbas governamentais destinadas à saúde. Recursos são escassos e devem ser bem utilizados. A judicialização, por sua vez, coloca no Poder Judiciário uma responsabilidade para a qual não há preparo técnico. Por isso, procuramos nos aproximar de grandes instituições, como o Hospital das Clínicas da Faculdade de Medicina da USP, referência nacional e internacional”.

O Superintendente do HCFMUSP lembrou a importância da boa utilização das verbas destinadas à saúde pública. “Para que isso aconteça, o Direito e a Saúde devem andar juntos”, afirmou.

Por sua vez, a Diretora Clínica do HCFMUSP observou que o convênio permitirá um atendimento mais direcionado. “Quando damos acesso de forma muito genérica, quem realmente precisa daquele medicamento ou daquele leito acaba ficando sem o acesso. Agradecemos a iniciativa por parte do Tribunal e essa possibilidade de parceria, que representa a possibilidade de melhor atender os pacientes” – disse ela.

Também estiveram presentes o Desembargador Eduardo Cortez de Freitas Gouvêa, Coordenador do Comitê Estadual de Saúde; juiz Egberto de Almeida Penido, representando os integrantes da Câmara Especial do TJSP; a juíza Maria Isabel Romero Rodrigues Henriques, integrante do Comitê Estadual de Saúde; as advogadas do Núcleo Especializado em Direito do HCFMUSP, Drªs. Jandira Ficher e Elaine Rodrigues.

Como vai funcionar

O magistrado pode requisitar subsídios técnicos para auxiliá-lo na decisão a ser tomada – incluindo liminar – nos casos em que não haja necessidade de um levantamento bibliográfico complexo, mas que demande informação qualificada imediata e que exija resposta rápida.

Para isso, ele preenche um formulário e o encaminha por e-mail ao NAT-Jus do TJSP (nat.jus@tjsp.jus.br), que tem 24 horas para repassar a requisição ao HCFMUSP.

Profissionais do Hospital das Clínicas têm até 72 horas, contadas a partir do primeiro dia seguinte à data da confirmação do recebimento pela instituição, para elaborar respostas técnicas e enviá-las, por meio eletrônico, ao NAT-Jus.

Essa resposta, encaminhada ao magistrado, é baseada em evidência científica, de eficácia, eficiência, efetividade e segurança.

Fonte: com informações da Comunicação Social TJSP